Município do Entroncamento solidário com Mosteiros na Ilha do Fogo

 

O Município do Entroncamento é geminado com o Município de Mosteiros na Ilha do Fogo em Cabo Verde, desde 22 de maio de 1997. A recente erupção vulcânica do Pico do Fogo apresenta-se como um desastre social e humano ao qual urge dar resposta. O vulcão destruiu parques naturais, campos de cultivo e de criação animal, habitações e não deixa de se apresentar como uma ameaça à vida das populações. Mesmo depois de terminar a erupção, muito do que existia na ilha terá sido destruído ou ficará seriamente danificado.

 

Perante este cenário, o Município do Entroncamento e a sua população, sentem o dever de ajudar no processo de reconstrução e no retomar da vida das populações da Ilha do Fogo. Para o efeito, a Autarquia irá promover um Sarau de Solidariedade cujas receitas reverterão a favor da população de Mosteiros, ajudando na reconstrução das áreas afetadas pela erupção do Pico do Fogo.

 

Conheça melhor o Município de Mosteiros.

  

 

 Mosteiros2

Autarquia atribuiu cinco Bolsas de Estudo a alunos do Ensino Superior

 

A Câmara Municipal atribuiu cinco bolsas de estudo a alunos residente no concelho do Entroncamento, que frequentam o ensino superior, num valor total de 7.735,90€.

 

As Bolsas de Estudo são atribuídas anualmente e destinam-se a alunos residentes no concelho que, pela sua situação económica, têm dificuldades em prosseguir os estudos nos estabelecimentos de ensino superior.

 

O Município pretende proporcionar a todos o direito à educação e igualdade de oportunidades.

 

Bolsaestudo2

Município alerta para problemas inerentes ao excesso de pombos na Cidade

 

 

Os pombos são aves que se adaptam bem nas áreas urbanas e com as quais nos habituamos a conviver no nosso dia-a-dia. No entanto, esta convivência pode tornar-se problemática quando as populações de pombos se reproduzem descontroladamente, tornando-se numa praga urbana, com consequências nefastas para a saúde pública, ambiente e património.

 

Razões para o aumento da população de pombos:

- Existência em abundância de alimento e água, uma vez que as pessoas lhes dão milho, pão ou outros alimentos e assim, não têm necessidade de procurar o seu próprio alimento; - Existência de abrigos e locais propícios à nidificação, nomeadamente calhas e algerozes, terraços, varandas, foros de telhado, que não são devidamente limpos ou cuidados; - Inexistência de predadores naturais nas áreas urbanas, tais como répteis, aves de rapina e outros.

 

Quais os problemas do excesso de pombos nas cidades:

- Podem ser portadores de doenças transmissíveis ao homem e a outros animais, como tuberculose, criptococose, salmonelose, hitoplasmose, ornitose, dermatites, gastroenterites, toxoplasmose, carraças, pulgas entre outras;

- Os dejetos de pombos corroem os monumentos históricos e outros edifícios, pois são muito ácidos, danificam a pintura dos automóveis e descoloram as pedras das edificações;

- Contribuem para a sujidade das ruas, quer pelos seus dejetos, quer pela comida que lhes é distribuída;

 

Como podemos prevenir:

- Não alimentando os pombos, uma vez que eles têm capacidade para procurar o seu próprio alimento;

- Limpando regularmente algerozes, calhas, terraços, varandas e foros de telhado dos seus prédios, em especial nos meses de março a julho e em setembro, de forma a remover dejetos, restos de ninhos, penas e ovos, prevenindo entupimentos. Esta limpeza deverá ser realizada com algumas precauções como o humedecimento das poeiras antes de as remover e a utilização de luvas e mascara ou de um pano humedecido a proteger a boca e o nariz;

- Colocando diversos tipos de redes, vedando o acesso dos pombos aos diversos locais de poiso e nidificação;

- Colocando hastes, espiculas ou fios de nylon esticados a 10 cm da superfície e presos nas pontas, em beirais, terraços e outras superfícies de poiso, afastando assim os pombos;

- Aplicando géis ou pastas repelentes nos parapeitos ou outras superfícies dos edifícios, estes produtos químicos provocam uma ligeira sensação de calor e irritação nas patas das aves e inibem o seu poiso;

- Utilizando figuras de aves predadoras dos pombos, como falcões e águias ou outras aves de rapina, que funcionam como espantalhos ou objetos de cor brilhante ou refletores da luz solar, que causam incómodo visual aos pombos.

 

O Município do Entroncamento vem, assim, alertar todos os munícipes para:

- Procederem à limpeza de algerozes, calhas, terraços, varandas e foros de telhado dos seus prédios;

- Não alimente os pombos;

- Não deixe restos de comida em locais acessíveis às aves; - Acondicione o lixo em sacos bem fechados e coloque-os sempre dentro do contentor;

- Caso tenha conhecimento de edifícios abandonados ou zonas onde existam comunidades de pombos informe a Câmara Municipal.

 

Para mais informações contacte a Divisão de Ambiente e Serviços Urbanos:

Tel. 249 720 400

E-mail:   Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Aprovação do Plano Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios

 

A Comissão Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios reuniu-se no passado dia 29 de dezembro, nas instalações do Serviço Municipal de Proteção Civil para apreciação e aprovação do Plano Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios.

 

O Plano Municipal de Defesa da Floresta contra incêndios (PMDFCI) define as medidas necessárias para o efeito e inclui a previsão e planeamento integrado das intervenções das diferentes entidades perante a ocorrência de incêndios em consonância com o PNDFCI, com o respetivo plano distrital e com o plano regional de ordenamento do território correspondendo a uma das atribuições da Comissão Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios.

 

Na reunião estiveram presentes, o Vereador a Tempo Inteiro, Carlos Amaro em representação do Presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, os Presidentes das Juntas de freguesia do Concelho, o Comandante dos Bombeiros Voluntários, o Coordenador e o Adjunto do Serviço Municipal de Proteção Civil e os representantes da Polícia de Segurança Pública, da REFER, do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR, do Regimento de Manutenção Militar e o representante do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

 

Discutido e aprovado, o Plano Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios foi submetido para aprovação, ao Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

"Presépios do Mundo" na Galeria Municipal

 

Foi inaugurada no sábado, dia 20 de dezembro, a Exposição "Presépios do Mundo". Na inauguração estiveram presentes, o Presidente da Câmara Municipal, Jorge Faria, a Vereadora Tília Nunes.

 

Patente na Galeria Municipal até ao próximo dia 7 de janeiro, nesta exposição encontram-se expostos Presépios artísticos e artesanais nos mais diversos materiais e estilos, oriundos de diversos países e regiões do nosso país.

 

A exposição poderá ser visitada de terça a sexta-feira das 13h às 19h e aos fins-de-semana das 15h às 19h.

 

Galeria de fotografias

Trapalhão Rodoviário deseja Boas Festas

 

O Trapalhão Rodoviário da ESER deseja a todas as crianças e munícipes do Entroncamento votos de Boas Festas.

 

 

 

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies